30/11/2009

Ventos de Mudança

Soltam-se as vozes dos deuses
e o som propaga-se pela encosta,
descendo até nós...
Nesse momento percebemos
que estamos a ser tocados
pelos Ventos da Mudança...

*Desprendem-se fagulhas
douradas que alcançando
os céus se juntam umas
às outras numa dança cósmica
em torno do planeta.
Quando a noite chegar,
algumas dessas sementes
mergulharão no abismo...
tornando-se as estrelas
cadentes dos sonhadores...
*

Procuramos nos olhos
um do outro, um conforto,
uma resposta...
Este vento traz uma mensagem
que ainda não sabemos decifrar.

Mas o vento continua a soprar...
a mudança não tardará a chegar.
Então continuamos o nosso caminho,
lado a lado, olhando em frente...

«A cada segundo começa para nós
uma vida nova»
*
CarlaSofia

10 comentários:

myra disse...

que lindo poema...sim esperemos que vento nos traiga coisas boas...
e obrigada pleas tuas palavras, beijos,

Celamar Maione disse...

Que sejam bem-vindos os ventos da mudança...
Viver é estar em constante transformação.

Obrigada pelo carinho.

Beijão !

Bandys disse...

Que os ventos tragam muitas mudanças e todas elas de muitas alegrias.
Obrigada pela visita no meu blog.

Beijos

Ed disse...

Que sejam sempre bem vindos os ventos de mudança. Novos ares, novas espectativas, vida, a cada dia, melhorada. E final de ano sempre nos inspira a estas mudanças não? Pois que se concretizem! :) Bjos.

as arteiras disse...

Olá, In Natura!
Obrigada, pela visita!
Belo poema.
A cada momento,
a cada vento
Uma nova mudança.
Sempre é tempo
de recomeçar,
de reconstruir.
Bjs!!!
As arteiras!

EDUARDO POISL disse...

O poema é lindo, e a foto maravilhosa, parabéns.
Abraços

myra disse...

bom dia passei para ver si tinha novidades, e entao, te mando um grande beijo,

Vivian disse...

...ah que delícia encontrar
a Carlinha aqui neste lindo
poema de encanto!

ventos de mudanças, sim.

ventos que nos leve sempre
para o mais alto de nossos
sonhos.

beijos, moça!

EDUARDO POISL disse...

"Ama e faz o que quiseres.
Se calares, calarás com amor;
se gritares, gritarás com amor;
se corrigires, corrigirás com amor;
se perdoares,perdoarás com amor.
Se tiveres o amor enraizado em ti,
nenhuma coisa senão
o amor serão os teusfrutos."

(Santo Agostinho)

Desejo uma linda semana com muito amor, paz e carinho.
Abraços com todo meu carinho.

Simples Assim... disse...

Não gosto de casas arrumadinhas, lacradas para que a poeira do mundo não suje um chão de algodão, iluminadas por luz artificial porque as janelas precisam ser mantidas fechadas, com os móveis em lugares milimetricamente calculados, quadros posicionados de forma absolutamente harmônica, livros no lugar de livros, discos no lugar de discos. Gosto de vida, de movimento, de ar fresco, do meu mundo protegido mas com passagens amplas e arborizadas pro mundo lá fora. Por isso, se minhas portas podem estar abertas ou não, minhas janelas estão sempre abertas. Sendo assim, não é incomum que os ventos da mudança entrem arrebatando tudo, tirando tudo do lugar e fazendo com que só fique de pé o que era forte, firme, seguro. Mudar pode até ser uma espécie de morte. Quem disse que isso é ruim? Há que se morrer pra renascer. Lindo post. Bjs.