09/04/2010

Poesia do Cais

Passo por caminhos que ainda não conheço
Tudo me parece sombrio,
Apesar da luz que insiste em se mostrar,
Nada do que faço parece ser somente meu,
Entretanto, existe afeto.
E nas noites de horas atentas,
O sol nasce cinzento.
Não me assusta a opacidade do dia
Minhas lentes me dão cores vivas.
Caminho pelo cais olhando as gaivotas.
Encontro a poesia.Já é lixo,
em pedaços molhados pelas ondas.
Dentro, existe muito mais do que vejo.
São sentimentos que se misturam e me confundem.
Amor, ambição, plenitude, desejo...
Então não viajo sozinho.
Comigo agora estão: Drumonnd,
Quintana, Manuel Bandeira,
Cora Coralina, Paulo Leminski, Cecília Meireles,
Fernando Pessoa e suas faces...
Por fim Castro Alves fala por mim.
“Deus ó Deus, onde estás que não respondes?
Em que mundo, em que estrela tu te escondes?”
Benditas sejam as palavras molhadas!
Que bela mistura de maresia e versos!
Viva a alegria dos que voam!
por J. Machado

13 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Maravilha de postagem! Imagens e texto muito bonitos!
beijos, um lindo final de semana, sem chuva, se Deus quiser!

myra disse...

belisssssima fotos versos e musica!!! gosto muito de voce!
e hoje estou tao contente que coloquei duas coisas no meu blog, é o aniversario de minha filha!!!até apareceu o sol aqui!!!
beijosssssssssssssss

C@urosa disse...

Olá minha cara In natura, belíssimo poema, que maravilhoso lugar para a busca da inspiração plena.

Paz e harmonia em seus dias,

forte abraço,

C@urosa

as arteiras disse...

Olá, In Natura!
Gostei das fotos!!!
Belo poema que acompanha as fotos.

Obrigada pela visita, Gosto muito quando vc aporta no meu cantinho.
Tenha um lindo final de semana!
Bjs!!!
As arteiras

Ed disse...

Belo poema de J. Machado. Mas a poesia jamais será "lixo" Mas podem sim, serem "pedaços molhados pelas ondas". Bela escolha. Bjos.

Celamar Maione disse...

Lindo !
Quanta coisa existe dentro de nós. Somos misturas de mundo, sentimentos, sensações, tristeza, alegria, dor...
Poema cheio de sentimento...
beijos

Danielle Macena disse...

Lindo esse teu post...
bjus

tossan disse...

Puxa vida quantos poetas extraordinários são citados neste lindo poema. Isso me faz lembrar que preciso ler mais estes. Gostei da primeira foto é muito bonita e tem muito haver com o final do poema. Beijo

Lice Soares disse...

Belo espaço
Prabéns!

myra disse...

aqui estou, pensava que voce iria por algo na Qinta feira!!! pena, mas sempre gosto de vir , a musica é linda!
beijossssssssssss

EDUARDO POISL disse...

Desculpa minha ausência no teu blogger mais estou de ferias e fui visitar minha mãe em São Leopoldo no RS, que linda postagem, gosto muito das tuas fotos e estas duas estão maravilhosas.
Abraços

Sonia Schmorantz disse...

Um bom feriado e que venha um fim de semana melhor ainda!
beijos

J.machado disse...

Olá, sem querer achei este poema meu em seu blog. Ficou melhor junto com belas fotos.
Abraço grande do J.Machado