22/04/2010

Acordes


Existem tantas razões
para acordes,
razões de uma simples
pauta para continuar...
E tão certo e monótono
seguir a solidão,
e tão difícil a tarefa
do novo sonho...
Existem mistérios,
somente mistérios...
por tossan

12 comentários:

myra disse...

quanta verdad:
"seguir a solidão,
e tão difícil a tarefa"
sei algo disto...
que bom que vc. colocou algo hoje, gostei muito das fotos e me indentifico com as palavras...
muitos, muitos beijos

Liz Dantas disse...

Lindas as fotos e a musica
Beijos

C@urosa disse...

Olá in natura, que belo acorde e lindamente ilustrado por belas imagens fotográficas.

paz e harmonia,

forte abraço

C@urosa

as arteiras disse...

Olá, In Natura!
Lindas fotos.
Bonito poema.
Tenha um lindo final de semana!
Bjs!!!
As arteiras

netuno artes disse...

Vivemos sempre em algum " acorde " não é?
Aguns bem afinados outros nem tanto, mas todos nós estamos sempre tentando nos afinar uns aos outros, e assim transformamos este mundo numa sinfonmia perfeita . . .
bjs netunianos

ps.; prima, obrigado pelo carinho e pela visita

Andréia disse...

Lindo!!
Parabéns ao autor..
Parabens por publicar...
É tão mais fácil seguir a solidao do que tentar um novo sonho!
Esta é a mais pura verdade
bjss

Unseen Rajasthan disse...

Simply beautiful and fantastic !! Amazing post !!

ROSANA VENTURA disse...

Nossa que lindo teu Blog!!!
Passei para retribuir a visita e me deparo com um Blog maravilhoso!!
parabéns!

Ed disse...

Não resisti. Nem sei se é possível fazer aqui no blogspot. Mas é um carinho que gostaria de lhe oferecer. Beijos.

EDUARDO POISL disse...

Tudo muito lindo poema e fotos, estou gostando de ver tuas fotos aqui.
Abraços e desculpa a demora de vir aqui mais estou de ferias e sabe como é rssssssssssss

Ed disse...

Esqueci de dizer o que era ( só eu mesmo). É olhar no Cartazes, a penúltima postagem. Eita eu! Bjos.

tossan® disse...

Esse texto é meu! Brincadeiriha pode usar o que você quiser. Belas fotos! Beijo

Mães são lindas!
Tenham pele lisa ou envelhecida, mãos saídas da manicure ou judiadas com a falta de tempo, não importa, mãos de mãe, são mãos de alento e para acariciar. São mãos valentes que indicam o caminho.