14/07/2010

Classe Média

Sou classe média
Papagaio de todo telejornal
Eu acredito
Na imparcialidade da revista semanal
Sou classe média
Compro roupa e gasolina no cartão
Odeio “coletivos”
E vou de carro que comprei a prestação
Só pago impostos
Estou sempre no limite do meu cheque especial
Eu viajo pouco, no máximo um pacote cvc tri-anual
Mais eu “to nem ai”
Se o traficante é quem manda na favela
Eu não “to nem aqui”
Se morre gente ou tem enchente em itaquera
Eu quero é que se exploda a periferia toda
Mas fico indignado com estado quando sou incomodado
Pelo pedinte esfomeado que me estende a mão
O pára-brisa ensaboado
É camelo, biju com bala
E as peripécias do artista malabarista do farol
Mas se o assalto é em moema
O assassinato é no “jardins”
A filha do executivo é estuprada até o fim
Ai a mídia manifesta a sua opinião regressa
De implantar pena de morte,
ou reduzir a idade penal
E eu que sou bem informado concordo e faço passeata
Enquanto aumenta a audiência e a tiragem do jornal
Porque eu não “to nem ai”
Se o traficante é quem manda na favela
Eu não “to nem aqui”
Se morre gente ou tem enchente em itaquera
Eu quero é que se exploda a periferia toda
Toda tragédia só me importa quando bate em minha porta
Porque é mais fácil condenar quem já cumpre pena de vida

Composição: Max Gonzaga

10 comentários:

myra disse...

fantastica denuncia de "gente egoista",- classe media ou nao -!!!!!!
muito bom, meeesmo!!!!!!
e tbem as fotos, obrigada pelo teu comentario no meu blog, sabe, achei lindo de que vc. gostaria de ser minha aluna, mas acontece que eu nao gosto de ser profesora:)))))
beijosssssssssss

Ed disse...

Excelente o poema de Max Gonzaga. Há tempos não lia poemas assim - acho que desde Ferreira Gullar (rs). Acho que ficamos meio alienados por um tempo sim. Talvez, seja o desejo de querer a "vida bela, bonita e tranquila", mas ela não é. Vale a pena ler textos iguais a este para dar aquela despertada! Opa! O que ando fazendo ou deixando que façam comigo? "To nem ai?" ... Mas de jeito nenhum. Beijos. PS: acho que encontra o Ed. Master em boas locadoras. Eu ganhei uma cópia de um colega, desde quando entrei na faculdade :)

Bandys disse...

Conheço éssa musica linda e profunda.
Beijo

tossan® disse...

Uma verdadeira poesia urbana, letra, música e fotos. Fiquei muito feliz em ver mais uma foto minha aqui. Um show de postagem moça! Braíssimo! Beijo especial

Vivian disse...

...fico tão triste quando penso
que somos divididos por classes.

mas...
cè la vi

bj

Celamar Maione disse...

E quem não é ???? risos.

Grande beijo !

EDUARDO POISL disse...

Lindo este poema e aqui com as fotos do meu amigo Tossan ficou lindíssima, mais poderia ser com as tuas também, conheço teu trabalho e sei que é boa fotografa.
A blogger ficou lindo de roupa nova rssssssss

Beijos com muito frio aqui

as arteiras disse...

Olá In Natura!
Linda postagem!
Um lindo final de semana!
Bjs!!
As arteiras

Sonia Schmorantz disse...

Incrível poema a denunciar nossa indiferença com aquilo que não nos atinge diretamente. Muito bom publicar temas assim
beijos menina, uma linda semana

Volnei - Sinérgico disse...

Oi querida Amiga! Essas são as músicas com letra de profundo conteudo, que nos fazem pensar, e como! Além de ter um gingado gostoso que atrai ainda mais para o chamamento inteligente de nossa realidade. Estive afastado por vários dias por motivo de viagem. Agradeço as visitas e os recadinhos. Beijão, parabéns por mais este genial post e FELIZ "DIA DO AMIGO"!