23/10/2010

Plebeu

Plebeu suado, atrevido e faceiro
com a túnica branca ou listrado alvinegro.
Veio de longe, de muito longe!
Lutou para esquecer a pobreza.
Venceu! Tornou-se um rei.
Nele sobravam a perseverança
e a coragem da valentia de um líder,
parecia que tinha tres corações!
Por onde cavalgava, eloquência os adversários,
sempre corpulentos e covardes.
Certo dia foi revogada a lei Pagão
e escolhido o rei dos campos de batalhas
graças os próprios méritos
com a aprovação unânime do povo e da corte.
Enumerava as vitórias e tentos,
seus ataques contra os alvos tinham destinos certeiros!
Foram mil. Muito mais!
O grito de guerra ecoava vibrante,
fora do tempo e espaço
parecia que o tempo parava por uns instantes
ficou na lembrança do mundo.
Abraçava os seus guerreiros a cada tento.
O rei permanecerá na memória não mais em um,
dois ou três, mas em todos corações da terra.
Aos toques dos clarins dos escudeiros.
O povo e a corte aclamavam a sua astúcia genialidade;
e elegia o verdadeiro e único rei do século!
Com seu sorriso puro,
socava o ar e beijava a cruz sobre
a armadura do guerreiro valente.
Deixava sempre o castelo para conquistar
novos tesouros em campos de batalha estrangeiros
se aventurando com os seus bravos soldados.
Várias vezes permutava sua túnica tradicional
por outra verde, azul, amarela e branco.
Outros reis, príncipes, marajás
e imperadores de reinos aliados próximo
das montanhas da serra de um maravilhoso mar,
que não se sabia o por que chamavam de Rio.
Se juntavam, preparavam as batalhas de exibição
e aventuravam em guerras a favor da disputa de estatueta
de ouro de muito valiosa, que depois desapareceu...
Após derrotar oponentes, levava a paz,
pedia proteção as crianças e todos sentiam-se honrados ao seu lado.
Mas um dia o rei trocou de corte,
deixou o castelo mais famoso do mundo do sul,
por outro mais afortunado que conquistou ao norte,
encontrando uma nova cultura, outros tesouros,
outras línguas e outro povo.
Os súditos do sul lamentam por não ter havido
um herdeiro com espírito de rei em suas fileiras
e eram humilhados com derrotas.
Mas tudo chegaria ao fim,
o rei está no seu merecido descanso,
com a missão cumprida,
longe dos campos de batalhas,
dos soldados, dos adversários e do castelo do sul,
onde só restaram os bobos da corte!
®
escrito em 1989 por tossan
***
photo de Baraçal

9 comentários:

myra disse...

esplendido poema para o grande PELE!!!! dà para ficar emocionada!
e lindas fotos de Baraçal!!!
paravens aos dois, bem aos tres!!!!
abraços

C@urosa disse...

Olá minha sensível amiga in natura, que maravilha de homenagem. Esse Plebeu nos encantou com a sua genialidade com a bola, reinou como um "Deus" pelo reino do futebol.

Paz e harmonia em seus dias.

forte abraço

C@urosa

ADiniz disse...

Bom Dia

Uma passagem rápida e urgente
Pra desejar-te uma semana em Paz e cheia de amor feito esta Lua cheia.

Bjinhos

Baraçal-press ® disse...

Vou participar deste blog, gosto de ver fotos minhas aqui. Gostei mesmo foi do poema do Tossan junto a minha foto. Beijo

Tatiana disse...

Eu admirava muito o Pelé... Mas a vida nos mostrou que como todos nós ele é suscetível a erros. E por alguns desses erros eu acabei me decepcionando com a imagem que fazia dele.
Que a sua semana seja rica em momentos de muita felicidade.
Beijos com o meu carinho

Celamar Maione disse...

Sempre admirei Pelé. Não só pelo futebol. Mas pela postura dentro e fora do gramado.
Belo texto do Tossan.
Adorei a foto também do Pelé com o cachorro. Que cachorro lindo !!
Parabéns pela homenagem.

Beijos

VELOSO disse...

E como tem bobos da corte! Lindo escrito

myra disse...

obrigada pelas tuas palavras!
um grande beijo

Volnei - Sinérgico disse...

Oi querida Amiga! Grato por estar presente em vários momentos lá no Sinérgico. Maravilhoso Ano Novo, com os desejos pra todos nós da GRANDE iluminação da sabedoria Divina, para que todos nós saibamos transformar todos os momentos da nossa vida em boas experiências. O nosso desejo não se realizou? Beleza... Não estava na hora, não deveria ser a melhor concretização para o momento... E, vamos lembrar sempre desta frase: "Cuidado com seus sonhos e desejos, eles podem se tornar realidade". Que a sua realidade seja plena de amor, saúde, paz, prosperidade e muitas alegrias em 2011. Beijos no coração!